sexta-feira, 23 de julho de 2010

Adoção de crianças por casais homosexuais, você já tem opinião formada?

Hoje vou  escrever sobre um assunto muito delicado de se abordar como todos aqueles assuntos que estão impregnados de preconceitos.  È a adoção de crianças por pessoas homesexuais, tanto por casais de homens ou mulheres. Como somos um país eminentemente católico, apesar de sermos  livre quanto a escolha religiosa, política etc, afinal somos uma democracia, sabemos que culturalmente, temos uma grande influencia da religião citada, e esta é totalmente contra a união estável de pessoas de mesmo sexo e por conseguinte a adoção de crianças pelos mesmos, causando então o primeiro ímpasse ou ápcie do problema.
O preconceito existente na sociedade, é culturalmente adquirido e não pode deixar de existir de uma hora para outra, depende de varios fatores, dentre eles o progresso moral do ser humano. Mas isso são a passos lentos., segundo entrave.
O preconceito nada nais é do que um comportamento que as pessoas tem em relação a alguém ou a alguma situação, na qual não existe por parte desta, uma aprovação, por motivos variados, e no qual há uma rejeição onde esta pode ser velada ou manifesta, ambas são graves mas a manifesta inclui a ofensas, agreções e difamações, o grande entrave, ao meu ver.
E este tipo de preconceitos são emitidos em relações aos gordos, pobres, negros, deficentes físicos e mentais, classes mais desfavorecidas e etc, incluindo nesta gama também os homosexuais.
Principalmente em se tratando de união estável e adoções.
O Estatuto da Criança e do Adolescente autoriza a adoção por uma única pessoa, não fazendo qualquer restrição quanto a sua orientação sexual. Portanto, não é difícil prever a hipótese de um homossexual que, ocultando sua preferência sexual, venha a pleitear e obter a adoção, trazendo a criança para conviver com o parceiro com quem mantém um vínculo afetivo estável.  Mas transparência que vem adquirindo a homoafetividade, tem levado cada vez mais as pessoas a assumir sua verdadeira orientação sexual. Onde gays e lésbicas buscam a realização do sonho de estruturar uma família com a presença de filhos, e é frequente crianças e adolescentes viverem em lares homossexuais, e com isso acredito eu, minimizarem o abandono e a má sorte das crianças cujos pais não tem condições socio-economicas ou psicologicas para criar seus filhos, abandonando-os nas ruas e abrigos.
Eu  pretendo com isso,  dizer que a adoção por casais homosexuais, não deve se limitar a uma questão juridica e/ou preconceituosa por parte da sociedade, e sim constituir-se numa postura diante da vida, mais  num ato de amor e acolhimento ao ser humano muitas das vezes marginalizado pela sociedade e seu preconceito, que não contribui em nada por ajudar a solucionar a problematica em si, e sim a apenas impor suas opiniões formadas dentro argumentos ultrapassados.
E tu, o que pensas a respeito do assunto? Já parou para refletir ? Não? Então pense, talvez tu possas mudar tua opinião e com isso ser mais um a querer uma sociedade mais justa e humanizada.



3 comentários:

Nani disse...

Oi Ziza! Percebi que voce era a mais nova seguidora do blog. Vim logo ver se tinha blog (adoro ler blogs!)
E cheguei aqui e jah dei logo de cara com um post que adorei! COncordo plemamente com o que voce falou. Jah pensou o tanto de criancas orfas que seriam acolhidas, ganhariam amor, um lar se pudessem ser adotadas por casais homosexuais? Iria ajuda e muito! Eu particularmente nao tenho nada contra. Homosexuais sao seres humanos capazes de dar amor, respeito, dignidade, e ainda boas morais. Nao acredito que boas morais seja um assunto ligado a "opcao sexual". Acredito sim que um homosexual pode ensinar boas morais a seus filhos, a nao roubar, nao matar, nao maltratar os outros. Com certeza se isso acontecer, havera num futuro mais proximo MENOS preconceito pois essas criancas crescerao num mundo de livre arbitrio, livre escolha.

Sou totalmente a favor!

Vou colocar um link seu no meu blog ta. Beijosss e obrigada pela visita.

Felipe disse...

Oi Ziza,obrigado pelo comentário lá no Blog.


Esse é um assunto que ainda causa muita discussão,eu penso que todos tem direitos de adotar crianças,não será a opção sexual que definirá o caráter da pessoa.

Anônimo disse...

sou contra pq como fica a cabeca da crianca, sabendo k vai ser
adotada por dois pais ou duas maes?