terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Como pode sobreviver?


Você que viveu sua infancia na década de 60, 70 ou 80?
Como pode sobreviver?
Afinal de contas ...
1) Os carros não tinham cinto, apoio de cabeça e nem air-bag!
2) Ìamos soltos no banco trazeiro e de-lhe bagunça. E isso não era perigoso!
3) As camas eram de grade e os brinquedos eram pintados com tintas duvidosas, contendo chumbo ou outro veneno qualquer.
4) Não havia trava nas portas dos carros, nem chaves em armários de medicamentos ou de químicos domésticos.
5) Andávamos de bici, sem capacetes e sem joelheiras.
6) Bebíamos água da torneira e não água mineral em garrafas ditas "esterilizadas".
7) Construíamos nossos carrinhos de rolimã. Haviam alguns acidentes, as vezes, mas ... tudo se resolvia.
8) Ìamos brincar na rua com uma única condição: Voltar para casa ao anoitecer... e voltávamos mesmo!
Não tinha celular e nossos pais sabiam onde andavamos.
9) Tinhamos aula só de manhã e almoçávamos em casa.
10) Gessos, dentes partidos e joelhos ralados... Alguém se queixava disso?... Todos tinham razão, menos nós!
11) Comíamos doces a vontade, pão com manteiga e bebidas com açúcar. Não se falava em obesidade, brincávamos na rua e eramos super ativos.
12) Dividíamos com os amigos um refri comprado no barzinho da esquina e tomavamos gole a gole e ninguém morreu por isso!
13) Nada de playstation, nintendo, jogos de videos, internete, videocassete, dvd, cel e camera, computador e chats na internet. Só os amigos!
14) E os nossos cães, lembram? comiam a mesma comida que nós, tomavam banho de mangueira no quintal e com sabão de lavar roupa !
Nenhum deles adoecia ou morria por isso.
15) A pé ou de bici íamos na casa dos amigos, não importando a distancia!
16) È verdade, neste mesmo mundo cinzento e sem segurança de hoje, jogávamos bola na rua com as traves marcadas por duas pedras e mesmo não sendo convocados, não ficávamos frustrados e nem era o fim do mundo!
17) Na escola tinham os bons e os maus alunos. Uns passavam e outros eram reprovados.
E nem por isso íamos ao psicologo ou psicoterapeuta. Não se falava em superdotado, dislexia, problemas de concentração ou hiperatividade.
Se não passávamos, repetíamos de ano e tentavamos no ano seguinte.
18) Tinhamos liberdade, fracassos, sucessos e deveres. E sabíamos lidar com cada um deles!
A única questão é: Como conseguimos sobreviver? E acima de tudo como conseguimos desenvolver nossa personalidade?
Era uma chatisse? Talvez nossos filhos o achem,... Mas eu penso:... como éramos felizes!


Dejan Trifunovic

Um comentário:

Marilena disse...

Eu lembro de tudo isso. Na minha casa os produtos de limpeza ficavam embaixo do tanque, rs.
Eu sei que é impossível, mas tento dar um pouquinho daquilo tudo para os meus filhos, só que agora com a segurança no carro e os produtos perigosos fora do alcance deles. É bem dificil manter o equilibrio porque o mundo moderno os chama para o eletronicos mas eu percebo que tendo as oportunidades eles acabam preferindo repetir as mesmas brincadeiras que eu fazia. Pelo menos enquanto eles são pequenos.

um beijo